◄ Arena do Acampamento ►

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

◄ Arena do Acampamento ►

Mensagem por ♦ Zeus em Sab 18 Jan 2014, 21:58


Arena




***

A arena do acampamento é o local aonde os semi-deuses podem aprimorar suas habilidades em espada, arco ou lança. A arena é um espaço grande o bastante para diversos semi-deuses treinarem simultaneamente, não tem teto, é simplesmente rodeado com pilares; O chão é de blocos de pedra divididos em pequenos quadrados, os pilares são grandes e pesados, mostrando algumas letras gregas em sua textura. Também possui uma ampla bancada para quem deseja assistir ao treino de outro semi-deus, dispõe de duas saídas: uma sul e outra norte (precavendo situações de pânico). Qualquer semi-deus, que possua uma arma, poderá treinar livremente aqui, seguindo as devidas regras; Na arena, será possível aumentar suas habilidades em qualquer arma que você tenha, para isso, organizamos o sistema de 'avaliação' de posts da seguinte maneira:


***


Aprimorar Habilidades


Você deverá especificar em seu post qual habilidade (espadas, arco e flecha ou lanças) deseja treinar, para campistas novatos (até o level 15), só é possível treinar uma habilidade por post, já para campistas mais graduados, será possível treinar até três habilidades. Para aprimorar uma habilidade, simule um treino contra bonecos, o semi-deus deverá postar como uma real batalha, atacando e sendo atacado.


PS¹: Os bonecos são movidos por um sistema elétrico que os filhos de Hefesto programaram, ou seja, eles não lhe darão piedade no combate, não simule um treino fraco, pois não ajudará você em nada, apenas lhe tirará pontos e dracmas.
PS²: Se você não é um campista acima do level 15, não tente treinar mais de uma habilidade, se encontramos algum erro como esse, o post será ANULADO, e você perderá 30 DRACMAS como punição.


***


Recompensas da Arena


O administrador que ler o seu post, poderá lhe dar dracmas  e pontos na habilidade em que treinou, tendo uma pequena probabilidade de ganhar um item ou poder especial.

PS³: Faça por onde merecer grandes prêmios, não espere que se você fizer um post xoxo irá receber um poder.



Atenciosamente,
Senhor dos Céus, Zeus

* Hécate passou por aqui e editou o post do bonitinho do Zeus. *
avatar
♦ Zeus
Deuses Olimpianos
Deuses Olimpianos

Mensagens : 52
Data de inscrição : 20/12/2013

Ficha Meio-Sangue
Vida:
9999/9999  (9999/9999)
Energia:
9999/9999  (9999/9999)
Arsenal:

Ver perfil do usuário http://thebloodofolympus.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ◄ Arena do Acampamento ►

Mensagem por Rick Williams em Dom 26 Jan 2014, 01:25

Suspirei. Estava no Acampamento Meio Sangue ou Camp Half-blood como alguns chamam a mais ou menos um mês e o meu primeiro treino como um campista reclamado é hoje. Estava em meu chalé deitado na cama com uma preguiça infernal de me levantar e mil coisas passavam pela minha cabeça. Como será meu treinamento? Eu teria êxito e mostraria a Quíron e a meu pai o poder das proles de Ares? Seria pedir muito um tempo para refletir mais um pouco para poder acalmar os nervos que estão na flor da pele. Com muito esforço eu consigo por fim me levantar e ir me arrastando até o chuveiro onde demoro mais que o normal, queria esfriar a cabeça já que meus nervos estavam ardendo. Minha dor de cabeça era intensa, foi muito informação para apenas uma pessoa. Após acabar o banho eu me enxugo todo e dou uma atenção especial ao membro. Saio do banheiro e vou até um armário onde coloco o uniforme base do Acampamento: A Camiseta Laranja e um short azul, estava preparado. Um som vem da porta e percebo que tem alguém batendo nela, vou andando lentamente já que não me importava com muitas coisas, voltei ao normal e minha personalidade também. Abro a porta e um sátiro estava ali.

- O que você quer, criatura estranha?- Falo sem dá a mínima atenção para o sátiro que me olhava assustado.

-Vim trazer uma mensagem de Quíron: "Rick, você foi chamado para provar sua força aos meus olhos, quero que venha até a Arena das Espadas e mostre-me sua habilidade com a arma dada por seu pai, as espadas gêmeas, que você encontrará agora em cima de sua cômoda.- O sátiro fala e vai correndo embora morrendo de medo da minha pessoa. Olho para a cômoda ao lado de minha cama e vejo duas espadas idênticas, as espadas gêmeas, como chama Quíron. Quando me levantei aquele troço não estava ali mais estou feliz por ela estar. Corro em direção delas e as pego começando a testá-la no ar e mostrando grande habilidade usando-as. Por fim estava pronto para ir a Arena e mostrar todo meu potencial e tentar provar que sou digno de ser um filho de Ares. Minhas chances são médias e posso me considerar um bom guerreiro neste pouco tempo que usei minhas novas espadas. Vou até a porta e dou uma última olhada para o Chalé, tinha de confessar que eu estava nervoso e olhar para meu lar me acalmava um pouco.

Caminhei durante alguns minutos, o Acampamento era grande mais também a Arena era próxima dos chalés e isto era bom, odeio o sol e os filhos de Apolo estão empolgados hoje por isso o motivo de tanto calor. Vejo vários campistas se divertindo enquanto eu passava por eles e eles não tiravam o olhar de mim, pois sabiam que eu iria ao meu primeiro treinamento e devem ter passado por isso já que é a primeira experiência que um campista passa no Acampamento Meio Sangue, ser testado e vários deles me acompanhavam. Por fim chego na arena e estava confiante de que sairia feliz no final da tarde. O treinamento seria duro e eu terei de mostrar o meu potencial, e sei que meu potencial é um dos maiores do Acampamento. Minhas espadas estavam em mãos e eu estava pronto para meu teste. Quíron se encontrava no Centro da Arena das Espadas e eu fui até o mesmo. A concentração estava nas alturas e eu podia ter certeza de que daria uma ótima "apresentação", esta é a palavra certa para o que irei fazer já que até público eu tenho. Muitos campistas faziam fileiras para ver o mais novo filho de Ares mostrando a sua ação e conhecimento em batalhas com espada.

-Filho de Ares, Rick, você foi convocado aqui para poder mostrar seu verdadeiro poder em um treino de três estágios. Irei dar-lhe instruções sobre o treinamento. O primeiro estágio será apenas a demonstração de suas habilidades. Irá manusear a espada como se fosse um membro seu e também mostrará golpes no ar. Não se acanhe, mostre tudo que você sabe. O segundo estágio será o estágio intermediário. Você terá de mostrar suas habilidades cortando dez bonecos de pano. E por fim você terá o terceiro e último estágio onde terá de derrotar aquele Autômato.- Quíron fala a última frase apontando para o lado esquerdo onde tem um Autômato preso em uma jaula com ódio nos olhos.

Assenti com a cabeça e estava preparado. Quíron se afasta me dando espaço suficiente para poder atuar como um guerreiro. Minha platéia não tirava os olhos de mim, eu estava sendo observado por todos os ângulos. É do primeiro treino que tiram as conclusões exatas de suas habilidades e põe no seu perfil para poder qualificar uma missão adequada para você. Pego as espadas gêmeas e as separo uma das outras esticando cada braço para o lado oposto. Fecho os olhos e deixo a raiva que os filhos de Ares possuem me consumir, eu tenho a incrível habilidade de poder tirá-las e colocá-las de volta em mim. Olho para frente e tudo que vejo é um vermelho sangue, meus olhos pareciam o ódio vivo. Com as espadas eu faço movimentos bruscos como os cortes básicos desferindo a lâmina de cima para baixo ou de baixo para cima e até os intermediários como por exemplo quando desfiro golpes duplos sendo que vindos de lados opostos para causar maior dano. Também uso as espadas para girar e fazer então um pião com lâminas e se atingir alguém, é morte certa. Me sentia vivo ao atacar o ar, eu estava em meu modo de guerra e se eu pudesse, não parava. Meus golpes iam se intensificando na proporção que eu ia atacando o vento até que Quíron põe a mão em meu ombro sorrindo dizendo que já é o bastante. Fecho os olhos e volto ao normal o olhando sorrindo também.

-Você é um esplêndido filho de Ares, mostrara grandes habilidades no primeiro estágio mais este é o mais fraco de todos. Quero vê-lo em ação neste segundo estágio onde você deverá mostrar sua verdadeira habilidade cortando os bonecos como se fossem seus inimigos reais.- Quíron fala e se afasta lentamente e toda a atenção volta para mim novamente.

Faço a fúria voltar ao meu corpo e olho diretamente nos dez bonecos a minha frente, começo a correr e dou um grito, um grito de guerra que é a marca dos espartanos a cidade de meu pai, pulo e giro no ar colocando as lâminas para lados opostos formando o pião das lâminas e cortando a cabeça de um dos bonecos, logo me abaixo e desfiro um golpe vindo da direita e indo para a esquerda cortando as pernas do boneco e antes que ele encoste no chão consigo enfiar a espada no "coração" do boneco o fazendo morrer. Olho para os outros bonecos e o próximo seria diferente, corro em sua direção e começo logo fincando a espada direita em seu coração e com a esquerda eu corto seus membros superiores e chuto os inferiores, já estava morto. Vou ao terceiro e já chego em uma "voadora" acertando em cheio o estômago do boneco. Corto a cabeça com apenas um golpe desferido da esquerda vindo para a direita e depois com a outra espada eu enfio na barriga do boneco e faço um corte o partindo no meio. O quarto foi mais fácil, corri até chegar a uns dois metros do boneco e salto desferindo a lâmina vinda de cima para baixo e cortando o boneco ao meio com um único golpe. O quinto eu quis dar um mais de ação e comecei cortando o braço direito com um golpe vindo de baixo para cima, depois o braço esquerdo com o cabo da espada, coloquei tanta força que fez o braço sair do tronco e os membros inferiores cortei com apenas um golpe desferido da direita para a esquerda. Estava no sexto e nem cansado fiquei, o sexto foi rapidamente quando eu enfiei a espada no coração do mesmo e o arranquei do chão o lançando em uma parede que se encontrava próxima dali. Suspirei e ainda faltavam três. Olho para os três e como eu tinha um corpo forte poderia pegá-los, corro em direção de um e conto os membros inferiores dele, o sétimo, então o pego pelo braço esquerdo e bato no oitava que sai do chão, lanço o sétimo no nono, o sétimo já estava morto e ao acertar o novo faz o mesmo cair. Pego a espada e finco no coração do oitava enquanto arrancava sua cabeça com as próprias mãos. Pego a espada de volta e mato o novo e décimo com apenas um golpe no coração. Volto ao normal após matar todos.

-Palmas! Palmas!- Quíron fala e logo continua -Sua destreza e habilidade com a espada nos mostrou que você é um guerreiro nato. Enfrentou os bonecos sem medo algum, mas eles não tem vida. Vamos ver como você consegue lidar com aquele autômato.- Ele se afasta novamente e soltam o autômato que parte em minha direção.

Eu não tinha desligado a fúria e então vou em direção do autômato, o robô fecha os punhos e tenta um soco que não foi eficaz já que eu salto e finco a espada em seu braço direito, ainda tinha a outra espada onde consigo arranhar facilmente o ombro da criatura robótica. Salto para trás de suas costas e tento achar aqueles fios que o desliga mais sua mão esquerda consegue me pegar e me lança em uma parede onde eu me choco e fico bem machucado. Ele não poderia usar o braço direito enquanto a minha espada estivesse lá e eu ainda tinha muito o que fazer para destrui-lo, mas possuindo minha espada e minha bravura conseguirei. Parto em direção da criatura com o ódio nos olhos, ela é devagar o que me dá uma vantagem. Passo deslizando por entre suas pernas e acerto em cheio a parte que liga suas duas pernas com a espada causando um barulho tremendo, depois salto e vou em direção de sua cabeça onde finco a minha espada em sua cabeça o deixando louco e socando o ar. Corro até o braço direito e arranco a espada direita de lá. Finco cada espada em um ombro e começo a mexer destruindo o monstro tecnológico. Saio de cima dele achando que tudo estava em uma boa quando sou surpreendido por um soco que me faz quase desmaiar. Foi o último ataque da criatura que explode após acertar o soco em mim. Pego as espadas e vou indo em direção do chalé. Os campistas abrem espaço para que eu possa passar, acho que recebi o que sempre quis...Respeito.
avatar
Rick Williams
Filhos de Ares
Filhos de Ares

Mensagens : 2
Data de inscrição : 25/01/2014

Ficha Meio-Sangue
Vida:
100/100  (100/100)
Energia:
100/100  (100/100)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ◄ Arena do Acampamento ►

Mensagem por Hades em Sab 01 Fev 2014, 22:30

Avaliação do seu treino:

C: 19 EXP | O: 10 EXP | LE: 7 EXP | UAP: 8 EXP
Total: 44 EXP
avatar
Hades
Deuses Olimpianos
Deuses Olimpianos

Mensagens : 70
Data de inscrição : 23/01/2014
Localização : Palácio

Ficha Meio-Sangue
Vida:
100/100  (100/100)
Energia:
100/100  (100/100)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Treinando arco e flecha-Nível 1

Mensagem por Amélia Black em Sab 22 Fev 2014, 09:10

Fazia pouco tempo que tinha chegado ao acampamento, talvez não tão pouco, mas parecia que foi ontem. De qualquer modo eu iria treinar o que não tinha feito até agora, suspirei fundo e peguei minhas armas ainda com esse pensamento em minha cabeça e depois de me arrumar saí dali em direção a arena.
O dia estava realmente lindo, meu pai brilhado como nunca, o céu estava de um azul tão bonito que me vez pensar que meu vô estava feliz e os pássaros cantavam alegremente. Um bom dia para um treino. O acampamento, porém, ao contrario do que está a pensar, não estava silencioso, mas a desordem é que dava mais vontade treinar.
Chegando á arena, um instrutor veio até mim perguntando se era meu primeiro treino. Após eu dizer que sim ele me passou as instruções:
- Pronta? - disse ele no final recebendo um “sim” meu, então ele me desejou sorte e eu entrei na arena sorrindo de lado.
- E que os jogos comecem - disse vendo vários “bonecos hologramas" se aproximarem. Puxei a corda ao máximo, mirando a flecha no primeiro, que pegou em seu peito o fazendo dissolver em “pó” e assim ocorreu com mais dois, mas à medida que eu ia “matando os hologramas” cada vez ficava mais difícil. me desviei de algumas flecha dos “Hologranoides metidos a besta”,como eu os havia apelidado, e uma pegou de raspão atirei duas,uma atrás da outra, e elas cortarem o ar os transformando em pó novamente. E uma flecha por pouco não me acerta pelas costas, mas felizmente me abaixei no momento em que ela ia pegar em mim e acertou outro holograma. Sorri marotamente me levantando e atirando mais duas flecha que, infelizmente, não deve meu desejo realizado e só acertou um boneco de raspão no pescoço, mas o suficiente para ele “evaporar”. E assim se seguiu  por mais um tempo com as flechas acertando cada vez mais eu me desviando, mas as vezes também era atingida. Por fim vi que só restou um sorri de quando dizendo “hello sweetie” e mandando uma flecha em seu peito.
Sai dali dando tchau pro instrutor na promessa que eu voltaria mais vezes.

_________________
Amy black
filha diva de apolo♥️My TARDIS,Dean,Carmen e Mack BFFs of my life♥️Always Believe
thanks ▲
avatar
Amélia Black

Mensagens : 39
Data de inscrição : 31/01/2014

Ficha Meio-Sangue
Vida:
100/100  (100/100)
Energia:
100/100  (100/100)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ◄ Arena do Acampamento ►

Mensagem por Hades em Sab 22 Fev 2014, 12:38

C: 16 EXP | O: 9 EXP | LE: 8 EXP | UAP: 10 EXP
Total: 43 EXP
avatar
Hades
Deuses Olimpianos
Deuses Olimpianos

Mensagens : 70
Data de inscrição : 23/01/2014
Localização : Palácio

Ficha Meio-Sangue
Vida:
100/100  (100/100)
Energia:
100/100  (100/100)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ◄ Arena do Acampamento ►

Mensagem por Connor K. Morgan em Sab 22 Fev 2014, 13:05

Um dia calmo, de fato, nada de novo como sempre. O acampamento fora engolido pelo tédio nos últimos dias, nada de interessante puxava a atenção de ninguém, Quíron havia instruído uma folga para todos nós e desde então, tudo fica geralmente muito quieto. De longe da para escutar as cataratas sagradas na floresta, sátiros tocando suas flautas e mais um monte de coisas que te deixam com sono. Eu estava pensando em Coraline constantemente, o quê era bem melhor do que tocar flauta. Levantei-me da cama e fui de encontro ao banheiro, fiquei me observando no espelho por volta de cinco ou seis minutos, eu me perguntava se eu era de fato parecido com meu pai. Eu estava entediado até demais, mas se eu quisesse vingança, teria que treinar para consegui-lá. Coloquei a camiseta laranja do acampamento e peguei o bidente que havia ganho de meu pai, não era lá uma grande arma mas dava para se virar com ele, afinal de contas havia salvado minha vida duas vezes. 

No caminho da arena tudo estava literalmente parado, ninguém caminhava pelo acampamento nem fazia qualquer tipo de atividade, todos se afundavam no aconchego de seus respectivos chalés e eu gostaria de fazer o mesmo, mas meu natural era não ficar parado. Me deparei com a grande estrutura que era nomeada arena, era de fato bela e bem projetada. Fiquei perplexo quando a adentrei, bonecos com sistemas de movimento perfeitos se espalhavam pela arena o quê me deixou um tanto animado, meu primeiro treino seria sozinho e não com companhia, eu preferia mil vezes a solidão do quê ser rodeado de pessoas.Retirei o bidente das costas e parti para cima dos bonecos, eles não eram humanos, e se fossem, eu não teria piedade da mesma forma.

O primeiro boneco desferiria um golpe certeiro contra meu peito, porém fui um tanto mais ágil que o mesmo, me agachei e lhe golpe-ei na perna direita, só quê eu não sabia de uma coisa, ele estava projeto para me matar. Sua espada de madeira cortou o ar atrás de mim e com um ataque certeiro me lançou de joelhos a alguns centímetro de distância, virei-me e fitei o boneco. Levantei do chão e avancei novamente contra o ser inanimado, lhe desferindo um golpe no peito enquanto agachava e lhe acertava o tórax lhe trazendo assim a sua desativação. 

- Nossa, isso é mais interessante do quê imaginei. - disse suspirando, enquanto secava a testa com a manga da camiseta que por incrível que pareça, já estava molhada.

Recolhi umas das garrafas de água que a arena oferecia e de cara levei-a boca, golejando enquanto observava os bonecos se mexerem. Quando cheguei ao final dela, joguei o resto sobre minha cabeça. Recolhi o bidente e fui de encontro ao segundo boneco, que desferia golpes na diagonal como o último, só que sua diferença era a velocidade, ele era bem mais rápido com os golpes do que o último. Com a ponta do bidente rebati se primeiro golpe, deslizando de joelhos enquanto abria um rasgo em sua cintura trazendo novamente a desativação de um boneco. 

- Isso está ficando sem graça, eu volto mais tarde, quem sabe. - disse, me retirando da arena com o bidente nas costas.

_________________

Team Connie
who will love you . who will fight . who will fall far behind


.soph.

avatar
Connor K. Morgan
Filhos de Hades
Filhos de Hades

Mensagens : 38
Data de inscrição : 03/02/2014
Idade : 20
Localização : The uordi q

Ficha Meio-Sangue
Vida:
100/100  (100/100)
Energia:
100/100  (100/100)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ◄ Arena do Acampamento ►

Mensagem por Hades em Sab 22 Fev 2014, 13:11

C: 20 EXP | O: 10 EXP | LE: 9 EXP | UAP: 8 EXP
Total: 47 EXP
avatar
Hades
Deuses Olimpianos
Deuses Olimpianos

Mensagens : 70
Data de inscrição : 23/01/2014
Localização : Palácio

Ficha Meio-Sangue
Vida:
100/100  (100/100)
Energia:
100/100  (100/100)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ◄ Arena do Acampamento ►

Mensagem por Sebastian W. Morgenstern em Sab 22 Fev 2014, 16:40



Arena

Why does love always feel like a battlefieeeld?!


Era uma manhã ensolarada, Sebastian repousava em sua cama, pensativo. Desde que fora reclamado cobravam mais do rapaz, os treinos eram árduos e a rotina diária o desgastava, porém um lado de si até que gostava daquilo. Gostava da sensação de poder orgulhar o nome sua mãe, e melhor, mostrar para os outros que os filhos dos Deuses Menores poderiam de fato se destacar, se já não o faziam. Ajustou Vengeance -que estava em forma de relógio-  no pulso e saiu do chalé porta afora, em seu caminho recebia olhares de desprezo vindos de algumas filhas de Afrodite, porém em resposta apenas soltava um sorrisinho irônico e continuava andando. O passeio estava totalmente tranquilo, até Seb ser abordado por um campista, aparentemente calouro.

-Sinto interromper, mas preciso me acompanhe até a Arena, sim? Sem perguntas.- A prole de Nêmesis arqueou a sobrancelha, porém por fim cedeu, obedecendo ás "ordens", apesar de relutante.

Quando chegou ao local, pôde ouvir um “Boa sorte” vindo de Diego -o menino que o guiou até a Arena-, e ao abrir as grandes portas dali engoliu em seco. Estava completamente sozinho.. A não ser pela grande jaula aberta á sua frente. Transmutou Vengeance em sua tão familiar espada, preparado -ou não- para qualquer ataque que viesse. As portas atrás de si se fecharam, o rapaz respirou fundo e tomou melhor postura, sua expressão tornou-se indiferente, se Quíron ou qualquer outra pessoa queria vê-lo lutando, assim seria. Lentamente algo começou a ganhar forma dentro da jaula, até que Sebastian se viu cara-a-cara com um cão gigante -uns 2 metros- de pelos negros, seu olhar era fixo no semideus, dava até pra imaginar seus pensamentos, tipo “Ei, você vai ser meu almoço hoje!”. Sem querer perder mais tempo com os pensamentos Seb realizou o primeiro ataque, correndo até o monstro e desferindo um golpe contra o mesmo, causando um corte superficial em uma de suas “pernas”, porém aquilo só pareceu deixá-lo mais.. Irritado. Em resposta, Sebastian foi recebido com uma bela patada -literalmente- que deixou marcas de unhas em seu braço direito, era como se o local do machucado queimasse, mas ele não poderia demonstrar fraquezas. Pouco ele se importou com o sangue que manchava sua camisa, levantou a cabeça, seu olhar agora era sádico e um tanto psicótico, não era algo novo quando se tratava daquela prole da Vingança em especial.

-Parece que vamos nos divertir muito aqui.. - Sorriu ele, brandindo Vengeance num ato intimidador, tentando amedrontá-lo, por menos que fosse.

O rapaz continuou no mesmo local, parado, apenas esperando por uma oportunidade, e muita sorte. "Ok, plano… Quando ele estiver perto o bastante, tente não morrer.", é, ele ia se ferrar. O Cão Infernal avançou, a fúria era notável em seu olhar, o semideus possuía um semblante neutro, não poderia se desconcentrar ou dar brecha para o inimigo em nenhum momento, e, afinal, precisava ganhar vantagem, não? Tentava ao máximo se acalmar, achar uma saída, qualquer coisa. "Você só tem mais 5 segundos, vamos! 4, 3, 2.. " O rapaz sorriu internamente. Não iria fugir, pelo contrário. Correu em direção ao Cão, ambos estavam prestes a colidir um contra o outro, porém o semideus foi mais esperto e rolou por baixo do oponente, soltando uma larga gargalhada enquanto o assistia bater contra a parede. Não iria deixá-lo tonto por muito tempo, mas tempo daria vantagem para Sebastian, o tempo que tinha era sagrado e não iria desperdiçá-lo. Voltou rapidamente ao oponente, que ainda estava zonzo, porém que conseguiu -ou quase- ferí-lo no abdômen, não foi exatamente uma mordida, mas uma ferida ruim o bastante para derrubar Seb ao chão. Tentando recuperar o equilíbrio, o rapaz balançou a cabeça e resmungou uma série de palavrões ao perceber a distância em que Vengeance caíra, e o fato do Cão gigante se aproximar cada vez mais o deixava nervoso. Se levantou rapidamente, correndo o mais rápido que podia até o outro lado da Arena e ao finalmente alcançar sua arma, fora novamente interrompido pelo monstro, que derrubou-o ao chão, dessa vez deixando uma das patas no peitoral de Seb, provavelmente para ter certeza de que o semideus não iria escapar outra vez. Os esforços do rapaz eram inúteis, o monstro era umas 10x mais forte e pesado, sem chance que ele iria se soltar tão facilmente.. Tentou a última alternativa, esticando o braço o melhor que podia para puxar sua arma. Quando o Cão Infernal estava prestes a atacar, Seb rezou mentalmente para que, daquela vez, Nêmesis o ajudasse. Para a felicidade -e sorte- do rapaz, sua mãe deve ter ouvidi sua prece, pois ele conseguiu se desvencilhar do inimigo com deveras facilidade, de repente ele se sentia mais forte do que nunca! Seria a deusa o abençoando? Confiante de si mesmo, agarrou Vengeance, virando-se para o monstro que corria na direção do semideus. Ignorando toda a dor e cansaço, todo o medo e nervosismo ele avançou também, apontando sua espada na direção do Cão Infernal. Tudo que viu nos momentos seguintes foi o oponente desfazendo-se em pó diante de seus olhos, uma onda de alívio invadiu Sebastian, que murmurou um "Obrigado, mãe". Finalmente poderia ir pro seu chalé, tomar um banho e.. 

-É sério essa droga?! - Exclamou ele totalmente irritado, ao perceber que aquilo definitivamente não tinha acabado.

Quatro bonecos de treino se posicionavam em sua frente, preparados para outra desgastante batalha. O ódio era notável no olhar da prole de Nêmesis, Quíron realmente pegaria tão pesado com um maldito novato?! Ainda inconformado, o rapaz se levantou entre resmungos e encarou os novos inimigos. Ganhou do Cão Infernal por pura sorte, mas aquela luta iria ser diferente. Ou não. Pelas suas condições físicas não poderia arriscar atacar primeiro, então precisava se concentrar na defesa acima de tudo. Depois pensava num meio de derrotar todos os quatro… Tentava ignorar a dor insuportável em seu braço direito, quando saísse dali precisaria dar uma passada na Enfermaria.. Passou Vengeance para a mão esquerda, se preparando para todo e qualquer ataque vindo daqueles bonecos idiotas, e sinceramente? O rapaz só queria terminar aquilo de uma vez e ir embora. Para sua infelicidade, os 4 resolveram atacar na mesma hora, cercando o semideus quase indefeso. Cada robô tinha uma lança, e aquilo obviamente dificultava as coisas para Seb, que respirava pesadamente, defender-se seria o máximo ao seu alcance no momento. Golpes vinham de todos os lados, eram rápidos o bastante para deixar o garoto confuso, mas por sorte ele não ganhou nada além de cortes.. Afim de testar uma abordagem nova, Sebastian girou o corpo num movimento quase desajeitado -ainda usando a mão esquerda para manusear Vengeance- em seguida desferindo um corte profundo num dos bonecos, fez um belo dano, porém não fora o bastante.. "Sem estresse. Derrotou o Cão Infernal, pode derrotar os bonecos.", pensou ele, apesar do cansaço e machucados ele não morrera até então, portanto poderia considerar aquilo um começo bem-sucedido, certo? Errado. Imediatamente recebeu um golpe por trás, pôde sentir quase em câmera lenta a ponta da lança rasgando sua pele, sugando cada gota de energia que ainda lhe sobrava, é sério que a prole de Nêmesis iria perder para eles?

-Vamos terminar logo com isso. - Murmurou Sebastian, que tratou de se levantar rapidamente, sem se importar se cada parte de seu corpo implorava desesperadamente por um descanso.

Era como se se corpo lutasse sozinho, movido pela ansiedade e irritação atual do semideus, ele já estava cansado e queriam ferrá-lo ainda mais? Resmungou inconformado, golpeando o braço de um dos bonecos, e em seguida, dando um chute na área de seu peito, porém quando estava pronto para 'terminar o serviço' foi interrompido pelo zunido de uma lâmina raspando em sua bochecha, acompanhado por um empurrão. "Nota mental: Eles são de fato programados pra matar.", pensou o rapaz que logo voltou a cabeça á batalha, era como se sua espada tivesse virado uma parte de si, os movimentos realizados com a mesma eram hábeis e ligeiros, apesar de ficar desajeitado algumas vezes por culpa dos machucados. A luta corria até bem, um por um Sebastian derrotava, apesar de com esforço feito pelo garoto, sobrou um final boneco.. Respirou fundo enquanto ajeitava Vengeance na mão, estava suando e todo machucado, era como se tudo girasse ao seu redor e se empenhava para não cair no chão, precisava terminar aquilo. O oponente avançou, brandia sua lança na direção do semideus, que copiou o movimento. O som das armas colidindo uma com a outra incomodava ligeiramente Seb, que desviava dos ataques inimigos com dificuldade, o boneco também estava tendo certos.. Problemas. O rapaz fazia cortes por toda a estrutura do boneco, e como ele era um tipo de robô programado, deveria parar de funcionar com a medida em que era danificado, se o semideus estivesse errado, bom.. Já era. Um chute ali, um corte lá, assim se resumiu a batalha, até que finalmente o inimigo deixou uma brecha. Preparando-se para seu último -e mais esforçado- ataque, Sebastian segurou sua espada com as duas mãos, em seguida girando o próprio corpo para melhor impulso e mirando no 'pescoço' do boneco, sorrindo minimamente ao ouvir o barulho de uma cabeça metálica indo ao chão. A respiração do menino era pesada, estava exausto, mas não teve muito tempo para pensar naquilo, uma vez que ouviu as portas se abrindo, seguidas por leves palmas.

-Você não é tão ruim, afinal. Suas habilidades com espada são.. Suportáveis. - Aquela voz não era de Quíron. Ao se virar, Seb deu-se de cara com um campista robusto, seu olhar era de deboche, de certeza filho de Ares.

-Na próxima vez.. Traga algo melhor. - Sorriu a prole de Nêmesis, sim, ele iria se vingar, mas não agora.. Gradualmente.

O garoto, apesar de fraco, passou pela prole de Ares com cabeça erguida, obviamente iria para a Enfermaria depois daquilo, mas, o que custava se divertir um pouco primeiro?


Poderes:
Nível 1, Sede de Vingança: Os Filhos de Nêmesis são muito vingativos, e quando lhes fazem mal, este feito nunca será esquecido. 


Armas:
• Vengeance Sword (É uma espada de tamanho médio e leve nas mãos do seu dono. Tem a empunhadura de ferro enrolada em couro. Extremamente afiada, sua lâmina é feita de Prata Olimpiana com detalhes de gansos na mesma. Tem um efeito bastante peculiar. Como forma de vingança, essa espada usa do dano causado pelo oponente e dobra o valor, devolvendo o dano. Se o oponente causar dano de 10 no seu dono, a espada causa 20 de dano no oponente no momento do ataque. Se transforma em um relógio de pulso.)

Observações:
Okay, vamos lá: O post não tá a melhor coisa do mundo, sou horrível em narrar lutas e por isso ficou assim, eu criei a 2° batalha pelo simples motivo do semideus ter ganhado até que rápido demais do Cão Infernal, considerando que ele é um novato e etc, enfim, é isso :v


copyright 2013 - All Rights Reserved for Larissa



avatar
Sebastian W. Morgenstern

Mensagens : 3
Data de inscrição : 18/02/2014
Idade : 21

Ficha Meio-Sangue
Vida:
100/100  (100/100)
Energia:
100/100  (100/100)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ◄ Arena do Acampamento ►

Mensagem por Ares em Sab 22 Fev 2014, 21:42

Recompensas e Descontos. 
Bem, eu até gostei um pouco do seu post, o que é de surpreender vindo de mim. 
C: 10 EXP | O: 20 EXP | LE: 10 EXP | UAP: 10 EXP 
Total: 50XP.
Retirar - 20HP, não tem como passar pelo Cão Infernal assim. 
avatar
Ares

Mensagens : 3
Data de inscrição : 02/02/2014

Ficha Meio-Sangue
Vida:
100/100  (100/100)
Energia:
100/100  (100/100)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ◄ Arena do Acampamento ►

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum